quarta-feira, 17 de junho de 2015

A floresta Amazônica, sem ela estamos perdidos

Ao acabar com a floresta e seus microscópicos habitantes, estamos matando milhares de seres vivos que possuem tecnologia e arquitetura invisíveis e fenomenais.

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/06/a-floresta-amazonica-sem-ela-estamos.html
Floresta amazônica. Fonte da imagem: veja.abril.

VAMOS DESCOBRIR...

A humanidade é muito privilegiada. E não se dá conta disso. Ou então, simplesmente acha que não há nada demais nisso. Mas Antonio Nobre nos convida a refletir. Nosso habitat, a Terra, é uma bola de pedra, que gira no espaço. Um espaço que não é nada hospitaleiro. O ser humano não conseguiria sobreviver em qualquer outro planeta. Somos uma improbabilidade estatística. “A Terra nos protege deste espaço, mas o lugar onde existimos é imensamente frágil. Infelizmente temos nos comportado como se nosso planeta fosse infinito”. E ele não é.

Antonio Donato Nobre é um dos pesquisadores brasileiros que sabe, como poucos, falar sobre ciência de maneira clara e contundente. PhD em Earth System Sciences, pela University of New Hampshire, nos Estados Unidos, e cientista do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), foi o palestrante convidado desta semana da série sobre Mudanças Climáticas: rumo a um novo acordo global que vem sendo realizada pelo programa Invenções do Contemporâneo da CPFL-Energia, em Campinas, com curadoria do Planeta Sustentável.

Autor do estudo O Futuro Climático da Amazônia, lançado no final do ano passado, o pesquisador falou na semana passada sobre Tesouro de vida na Amazônia: tecnologia verde a serviço do clima amigo.

Antonio Donato Nobre. Fonte da imagem: veja.abril.

Para Nobre, não cuidamos daquilo que não conhecemos. Tem sido assim com o planeta e também com a Floresta Amazônica. “Esta é uma característica do comportamento da civilização moderna. Não respeitamos o que não conhecemos ou não temos consciência de sua existência. Já os indígenas, respeitam o desconhecido e o sagrado”.

Foram necessários 4 bilhões de anos para que a natureza se formasse na Terra. E outros 50 milhões de anos para que a Floresta Amazônia ficasse em pé e sua imensa biodiversidade nascesse. Mas sem dó nem piedade, temos derrubado árvores e mais árvores para plantar soja ou criar gado para termos carne em nossas mesas.

Entretanto, ao acabar com a floresta e seus microscópicos habitantes, estamos matando milhares de seres vivos que possuem tecnologia e arquitetura invisíveis e fenomenais, que, segundo Nobre, jamais qualquer máquina criada pelo homem virá a ter.

Em somente um hectare da Floresta Amazônica existem cerca de 300 espécies de árvores. Em cada copa, há milhares de besouros. Em um única folha, aproximadamente 3 milhões de bactérias. “Mal conhecemos este pequeno cosmos da Amazônia. Existe uma imensa tecnologia oculta na biodiversidade da floresta”, salientou o cientista.

Fonte da imagem: avidabloga.

Mas como ainda não tomamos consciência disso, seguimos desmatando e degradando os ecossistemas terrestres. Para Nobre, ocorre uma alarmante “falência múltipla dos órgãos” do planeta, em uma analogia com o corpo humano e fazendo referência aos efeitos das mudanças climáticas. “Há mais de 20 anos a ciência fala nisso. Ou entendemos o sistema ou seremos devorados por ele”, alertou.

Antonio Nobre defende que haja um esforço de guerra contra a ignorância sobre a Floresta Amazônica. O imenso oceano verde, como ficou conhecida, é responsável pela regulação do clima no país. Só temos um clima tropical nesta faixa territorial, por causa da vegetação da floresta. Outras regiões do planeta, alinhadas geograficamente com o norte brasileiro, são desertos. A presença das árvores favorece a precipitação de chuvas. Sem elas, enfrentaremos extremos climáticos. “A árvore é um ser extremamente tecnológico e precisamos entender isso”, afirmou. “A Floresta Amazônica é insubstituível”.

Atualmente, 47% da floresta está degradada. Se será possível recuperá-la, o pesquisador não tem certeza. Mas acredita que a interferência humana pode ser sustentável. Hoje, agricultura é sinônimo de floresta destruída, mas não precisa ser assim. Cita, como exemplo, as civilizações indígenas e incas que viveram durante séculos na região e empregaram tecnologias avançadíssimas para a construção de estradas e barragens e, ao mesmo tempo, preservaram e respeitaram a floresta.

A contribuição da ciência também é fundamental para a conservação da Amazônia. “A quantidade de informação e soluções sem uso dentro da academia é enorme”, afirma. Todavia, a sociedade precisa compreender o que os cientistas fazem e dizem. “Não dá para falar de mudanças climáticas só usando a lógica. Precisamos falar com a sensibilidade das pessoas”, conclui.

Fonte: National Geographic Brasil

E VENHA SEGUIR NOSSAS INCRÍVEIS COLEÇÕES NO GOOGLE+, ONDE TODAS NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR OS LINKS:

 https://plus.google.com/collection/YLgT0 https://plus.google.com/collection/slsfQB https://plus.google.com/collection/Q5LvSB

VAMOS CONSERVAR E PRESERVAR ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS. MAS NÃO PARE AGORA, POIS AQUI EM BAIXO TEM MUITO MAIS, É SÓ CLICAR NOS TÍTULOS OU IMAGENS APARA ACESSAR OS LINKS:

A ameaça sobre os rios da Amazônia, em relatório da Rede WWF

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/04/a-ameaca-sobre-os-rios-da-amazonia-em.html


Um comentário:

  1. voce vão me desculpar mas acho que voces são um natureba totalmente covardes. vamos explicar com cuidado, para não terem dúvidas do que afirmo.
    bom deem uma olha no google earth na area do estado de rondonia. voces verão que nos ultimos 20 anos o estado todo foi desmatado.
    se voce olharem a lei 8666 no art 17 $2 verão que eles alterão a data ali a cada 5 anos. (este paragrafo permite legalizar a terra para aqueles que tomam posse mansa e pacifica (taca fogo sem ninguem ver). verão no site do planalto que não está riscado as datas anteriores 1989, 1994, 1999, só aparece a ultima 2004. as anteriores não aparece para que voces naturalista de meia tijela não enxerguem. pois bem tudo aquilo é crime. está regularizado toda a floresta que existia em rondonia nos ultimos 20 anos. pará também deem uma olhada. porque voces natureba sem miolos não vão até a globo obrigar a mostrar que este desmatamento é um crime que se pratica dentro do congresso. é mais facil falar da bestas humanas do lula e da dilma que depois de 2007, pedindo atraves do deputado barba, quando percebi, eles seguram esta alteração até agora quando chutaram a bunda da dilma.
    ein naturebas sem vergonhas, vão a globo. ponham como primeira noticia do google news por meses a fio.
    bando de covarde que gostam de falar "devemos preservar" mas não tem a menor corragem de atacar os criminosos.
    bando de covardes!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir